AMEAÇA À CAMADA DE OZÔNIO

Nota: por mais engraçado que pareça, esse é um fato verídico

Boston - O pesquisador americano Andrew McFart denunciou ontem, em um seminário ecológico, mais um perigo que ameaça a camada de ozônio da Terra. McFart afirmou que, além do CFC, também os peidos emitidos pela população podem afetar a camada protetora do planeta. Segundo ele, o gás metano dos populares puns ascende à atmosfera e reage quimicamente com o ozônio, gerando gases mais leves que permitem a passagem dos raios ultra-violeta vindos do Sol. McFart disse que sua descoberta foi casual. Ao fazer experimentos com o ozônio, soltou um peido e estranhou a ausência do fedor intenso característico dos seus gases anais. Descobriu que havia um vazamento do ozônio usado em seus experimentos, e foi quando fez a ligação dos fatos, posteriormente confirmada através de novas experiências.

Para avaliar o efeito dos peidos na camada de ozônio, McFart encomendou uma pesquisa a um instituto, com o objetivo de estimar o volume de gases emitido pela população. A pesquisa descobriu que os americanos soltam, em média, quatro peidos por dia, com um volume de 5 centímetros cúbicos de metano em cada um. Supondo-se que este seja o padrão mundial, isto representa uma emissão na atmosfera de mais de 30 milhões de metros cúbicos de metano anualmente. O pesquisador enfatizou que isto "já está se tornando insuportável também para a camada de ozônio". McFart fez algumas propostas para atenuar os efeitos dos peidos: "o melhor é a prevenção. As pessoas devem se disciplinar e segurar o peido. Aquelas que não conseguirem podem carregar fósforos e riscar um à altura do ânus a cada emissão, queimando o gás". Está em estudos um coletor de gases anais, que se implantado em larga escala permitiria o aproveitamento do seu poder energético.

No final da conferência, McFart revelou que, se possível, pretende estender sua pesquisa a gases animais. O maior problema que enfrenta atualmente é a rotatividade de sua equipe, que também reinvindica adicional por insalubridade. Também há escassez de verbas, depois que o grupo de suprimento passou a cobrar por peido emitido. McFart fechou a palestra conclamando a todos os presentes a refletirem, antes de liberarem seus gases, que podem também dar a sua dupla contribuição ao bem estar da humanidade.