O filho do fazendeiro

Um fazendeiro daqueles bem grossos metidos a macho do interior de São Paulo, mandou o filho estudar na capital. Depois de dois anos, o filho vinha visitá-lo. O Fazendeiro foi buscar o filho no aeroporto.
Chegando lá, se deparou com o mesmo de brinco, cabelo comprido e falando muito macio. O pai já ficou meio cabreiro, entraram no carro e o filho começou a se abichar:

-Ai pai, que pó nojento dessa estrada!
E vendo uma vaca:
-Ai que bichinho bonitinho né paiê?
Até que ele pediu pra parar pra ele mijar. Aí o pai disse:
-Eu vou parar, mas se você se agachar pra mijar eu te mato!